terça-feira, 27 de junho de 2017

ENTREVISTA COM ADRIANA IGREJAS, AUTORA DE A BABÁ GÓTICA

SINOPSE: Analice contrata uma babá jovem, muito bem recomendada por suas amigas, para sua filha de cinco anos. No entanto, a babá tinha uma característica bem peculiar: era gótica. A narrativa passa então a se desenvolver em torno do mistério que envolve a figura estranha da babá. Ela seria uma bruxa? Uma louca? Ou apenas alguém excêntrica? Lourenço, jovem estudante de medicina, filho do primeiro casamento do esposo de Analice, fica irritado e intrigado com a babá. Implica com ela e investiga sua vida a pretexto da segurança de sua meia-irmã. Ele e Lucinda acabam se apaixonando, mas o mistério em que ela está envolvida não os deixa ficar juntos. Ao que tudo indica, algo de sobrenatural cerca a vida de Lucinda, a babá. Para resolver o mistério e poder tornar seu amor possível, Lourenço está disposto a tudo.


Como surgiu a ideia de escrever “A Babá Gótica”? Eu estava passando na frente de um cemitério (é, eu moro perto de um) e me veio à cabeça: "gótico", "gótica", "A babá gótica". Assim fiquei com isso na cabeça e já sabia que era um bom título para uma história e pensei em escrever um conto. Anotei e fui pensando em que história seria. Isso levou meses, porque eu precisava saber por que ela seria gótica e por que seria babá. Quando liguei os pontos, a história toda veio à minha mente e o que veio é justamente o mistério da trama.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Um ano e meio.

O que o leitor pode esperar de "A Babá Gótica”? Ele pode esperar uma história divertida, com muitas passagens com humor, mas também dramática e reflexiva. Um livro que prende por causa de um mistério sobrenatural e por uma história de amor envolvente. Também pode ter certeza que em algum momento o enredo vai surpreendê-lo, porque é o que todos os leitores dizem: que se surpreenderam. Ou seja, fuga total dos clichês, história original e que ainda traz uma mensagem positiva após abordar temas difíceis como a depressão, o suicídio, o bullying e o preconceito.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? É muito difícil escolher apenas um nome, pois sou o conjunto do que aprendi com vários autores. Vou citar alguns, se me permitem: de Machado de Assis tiro a literariedade (dizer as coisas de forma original); de José de Alencar, o romantismo de escrever histórias em que o amor pode tudo e salva; de Luis Fernando Veríssimo, o humor e o texto leve e com linguagem renovada. Eu ainda poderia citar muitos outros...

Se "A Babá Gótica" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Bem, essa pergunta é interessante, porque nesse livro em especial só citei uma música (costumo citar mais), que foi "Razões e Emoções" do grupo NX0. Mas acho que se fosse uma música para representar toda a mensagem do livro seria "Tudo É Amor", do Grupo Arte Nascente (GAN). 
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Sou também professora, profissão que já exerço há mais de vinte anos.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Olá, leitores do "Vitamina L"! Espero que tenham se interessado pelo livro! "A Babá Gótica" é um livro ideal principalmente para quem está procurando algo diferente (nada contra os clichês que todos adoram, mas às vezes queremos dar uma variada...). Se você já leu alguma coisa minha, vou adorar saber sua opinião. Se quiser falar comigo e conhecer melhor meu trabalho também terei o maior prazer em bater um papo ou nos eventos ou pelas redes sociais onde sou figura "facinha, facinha" (risos). Levemos nossa literatura nacional a um patamar de destaque! Para isso conto com vocês! Abraços!

Adriana Igrejas tem 47 anos e mora em Mesquita - RJ.

PARA LER "A BABÁ GÓTICA" NA AMAZON CLIQUE AQUI!
PARA COMPRAR "A BABÁ GÓTICA" NA SARAIVA CLIQUE AQUI!
PARA COMPRAR "A BABÁ GÓTICA" NA CANDEIA CLIQUE AQUI!
PARA COMPRAR "A BABÁ GÓTICA" NA LIVRARIA CULTURA CLIQUE AQUI!
PARA COMPRAR "A BABÁ GÓTICA" NO SUBMARINO CLIQUE AQUI!
PARA COMPRAR "A BABÁ GÓTICA" NAS AMERICANAS CLIQUE AQUI!

2 comentários:

  1. Obrigada, Rodrigo Fonseca! Que bom estar por aqui no Vitamina L! Leitores do blog, espero que tenham gostado da entrevista e queiram conhecer A babá gótica! Beijinhos góticos!

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook: