quinta-feira, 27 de julho de 2017

RESENHA: O QUE ME DISSERAM AS FLORES

SINOPSE: Presa a uma promessa feita por seu pai, Ângela decide desafiá-lo a aceitar que não é vontade dela se casar com alguém que conhecia apenas através de cartas. Deixando-se levar por uma mentira, William viaja até a prometida, acreditando encontrar uma moça tão apaixonada quanto ele. Entretanto, depara-se com a força da raiva de alguém com quem sonhava passar o resto de sua vida. Por conta do grande amor que aprendeu a nutrir por ela, decide, então, lutar para conquistá-la. Usando a linguagem das flores para se declarar e, cada dia, se revestindo de uma força descomunal para suportar as palavras afiadas e suas duras atitudes, ele tenta encontrar uma maneira de fazer com que o ódio, que ela tanto demonstra sentir, se transforme em algo bom, mas para isso ele mesmo precisa continuar acreditando que é possível... Um grande amor é realmente capaz de suportar tudo? Conheça a emocionante história de duas pessoas numa mesma batalha, mas que lutam por desfechos diferentes. E que vença o mais obstinado.


Até onde você estaria disposto (a) a manter o orgulho à frente dos outros sentimentos? Dois amigos, uma promessa. Seria um ato inocente... bonito até, se isso não influenciasse a vida de outras pessoas além dos dois - Pessoas que ainda nem tinham nascido! A vontade de eternizar os laços de amizade entre Afonso e Santiago os levaram à promessa de que seus filhos um dia se casariam. Lindo né? Não para Ângela, a filha de Santiago, que foi prometida à William, filho do seu amigo Afonso. Ambos tinham conhecimento da promessa feita por seus pais, e em determinado momento até trocavam correspondências. Mas algo aconteceu à Ângela, fazendo com que ela não aceitasse mais que o destino dela seja traçado por outra pessoa, perdendo assim o poder de escolher com quem passará o resto de sua vida.  Ela chegou a comunicar sua decisão ao pai, achando que ele aceitaria, visto que seu amigo, pai de William, havia falecido há poucos meses. Mas ele não aceitou e se mantinha irredutível.


Até que um dia, o William decide então que era chegado o momento de cumprir a promessa, pois estava na hora dele casar-se. Se mantinha perdidamente apaixonado pela Ângela e achava que ela corresponderia. Qual não foi a sua surpresa ao chegar na casa de Santiago e encontrar uma moça arredia e definitivamente focada em fazê-lo desistir do tal compromisso – que nem foi ele que tinha feito! Foi então que ele decidiu que seu propósito de vida a partir daquele momento seria de conquistar Ângela. Será que ele vai conseguir? Vamos bater um papo sobre esse livro... Queria deixar bem claro aqui que eu GARREI UM RANÇO ENORME PELA ÂNGELA! Que moça mais imatura, mimada e desagradável!!! Isso não significa que eu tenha caído de amores por William (pelo menos não ainda), que se mostrou um rapaz omisso e sem atitude. Não sei porque, mas esse livro me fez lembrar aquele filme “Como perder um homem em 10 dias” ... Talvez seja pelo fato da Ângela estar tão disposta a tentar tudo para irritar o William e fazê-lo desistir, usando de todas as artimanhas, inclusive pessoas.


Ângela obstinada a fazer William desistir do casamento e ir embora. William focado completamente em conquistar Ângela e cumprir a promessa. Quem vence? Claro que eu não vou contar, pois vocês têm que ler o livro pra saber. Mas é claro que eu tenho minha torcida... kkkkk Até o momento que escrevo essa resenha, não cheguei a ler o desfecho da história, pois não queria que o fim do livro influenciasse minha visão final nesse texto. Mas sabe o que eu acho? Queria mesmo é que aparecesse uma moça bem disposta a conquistar o William e fazê-lo repensar se vale mesmo a pena passar tantos apuros pra conquistar um coração tão duro quanto o de Ângela! Daí ela ia perceber que não era tão “especial” e única quanto ela pensa que é! (e sim, esse foi o meu “ranço” falando... desculpa! Kkkkkkkkkkkkk).


Aaaaaaaaah!!!!!! Quase ia esquecendo da parte MAIS LINDA desse livro, e que deu nome à história (e que vai fazer todas as mulheres que estão lendo agora suspirarem junto comigo): Uma das estratégias do William para conquistar Ângela era a LINGUAGEM DAS FLORES! (geeeeeenteeeee, eu não sabia que flores tinham linguagem! Obrigada Alane Brito por trazer mais cultura pra minha vida!!!) E pra você que está “boiando” e não entendeu nada do que eu disse, esse livro nos ensina que cada flor quer dizer uma coisa diferente, cada uma expressa o sentimento de quem as entrega referente a quem as recebe. E adivinhem quem conhecia PERFEITAMENTE essa linguagem??? Sim, o próprio protagonista do livro!!!! (já podem suspirar, meninas! Hahahaha).


Enfim... Esse livro me serviu pra duas coisas:
1. Partiu estudar a linguagem das flores! Kkkkk
2. A partir de agora quem quiser me conquistar vai ter que batalhar um pouquinho mais, pois no mínimo vai ter que manjar dessa linguagem também e vai poder me mandar “indiretas” através das flores! Hahahahaha
Com leitura fácil e empolgante, recomendo TODO MUNDO a ler esse livro! Vocês vão se apaixonar, assim como eu... e até chorar um pouquinho (mas não deixa ninguém saber, tá?! Kkkkk) “Água mole em pedra dura, tanto bate até que...” Leia o livro pra saber!!!! hahahahaha.

VITAMINAS:


RESENHA ESCRITA POR: JAMILLY LEIMAN
24 anos, uma paraense que foi criada no interior da Bahia. Coração dividido entre a música e os livros, é cantora, estudante de artes e apaixonada desde criancinha pela leitura.

3 comentários:

  1. Que resenha linda! A capa do livro é maravilhosa e a história faz a gente sonhar acordada. Eu amei! Parabéns! Já anotei o nome do livro!
    Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha, Jamilly!!! Dei risada com as coisas que disse. kkkkkk Obrigada por ter lido meu livro!! Ah! A Ângela não agrada muita gente mesmo, já tem uma legião querendo pegar ela. kkkkkkk
    Só uma dúvida agora... Viu o desfecho? E aí?.... °_°

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG a autora gostou da minha resenhaaaa!!!! *----*
      Sim, eu li o desfecho e OMG, tô chorando até agora!!!! Parabéns pelo livro, quero mais! rsrsrsrs

      Excluir

Comente com o Facebook: