quinta-feira, 3 de maio de 2018

RESENHA DO LEITOR: HELENA

SINOPSE: A história de Helena, personagem principal do romance, é uma história de mistérios. Dada como filha bastarda do conselheiro Vale, um rico mulherengo, a jovem e bela Helena é reconhecida por ele no testamento e, depois de sua morte, passa a viver na mansão da família, ganhando um irmão, Estácio, um rapaz de 27 anos, e uma tia, dona Úrsula. Ao morrer, o conselheiro já era viúvo. E aí começam as especulações sobre a origem de Helena. Quem teria sido sua mãe? Como ela e o conselheiro teriam se conhecido? Como Estácio e a tia, irmã do conselheiro, a receberiam em casa? Estácio namora Eugênia, filha de Camargo, o médico da família e amigo íntimo do conselheiro. Camargo sabe a verdadeira história de Helena, e tem medo de que ela venha a desfazer o esperado casamento entre Estácio e Eugênia, impedindo assim a ascensão social da filha e, por tabela, a sua própria.



Em choque! Como é que só agora eu li esse livro? Pela primeira vez, um livro me fez chorar. Não foi só uma emoçãozinha, foi choro mesmo, choro sentido. O livro Helena, cujo título inicial foi Helena do Vale, é um romance voltado especialmente ao público burguês daquela época (1876). Narrado em terceira pessoa é um romance que segue a linha do melodrama, do amor impossível. Um livro que além de tudo é rico nos detalhes da vida cotidiana dos anos em que acontece a história, detalhes de costumes, cultura, política e religião. Helena e Estácio, assim como D. Úrsula e Padre Melchior formam o núcleo principal do romance, outras personagens completam o enredo.


Levados a acreditar nos laços de parentesco que os une, Helena e Estácio tentam a todo custo sufocar os sentimentos que teimam em aflorar. Ao longo do livro nos deparamos com todos os tipos de surpresas, suspense e belíssimas reflexões acerca dos relacionamentos conflituosos ali descritos. O desfecho final é, considera a época em que foi escrito, o único possível. Um livro apaixonante, que faz jus ao nome do autor. Um clássico a ser lido por leitores de todas as idades. Além de ser um livro naturalmente especial, por ser um clássico, por ser um romance nacional, é especial pelo conteúdo, pela riqueza de detalhes, pelo cenário onde tudo acontece. Recomendo muito!


“A princípio foi esse olhar um simples encontro; mas, dentro de alguns instantes, era alguma coisa mais. Era a primeira revelação, tácita, mas consciente, do sentimento que os ligava. Nenhum deles procurara esse contato de suas almas, mas nenhum fugiu. O que eles disseram um ao outro, com os simples olhos, não se escreve no papel, não se pode repetir ao ouvido; confissão misteriosa e secreta, feita de um ao outro coração, que só ao céu cabia ouvir, porque não eram vozes da terra, nem para a terra as diziam eles. As mãos, de impulso próprio, uniram-se como os olhares; nenhuma vergonha, nenhum receio, nenhuma consideração deteve essa fusão de duas criaturas nascidas para formar uma existência única.” (trecho do livro Helena, Machado de Assis)


VITAMINAS:


RESENHA ESCRITA POR: SIMONE TORRES
40. Pedagoga e Teóloga. Leitora compulsiva, cinéfila e amante dos animais. Fazer arte é o que mais amo depois de ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: